Ana Grave

  • Funções: Vogal do Conselho Fiscal, Núcleo de Design e Artes Gráficas

Ana Grave // Designer from Bagabaga Studios on Vimeo.

Ana Grave, designer gráfica, gosta de desafios que a façam começar a trabalhar antes do sol nascer. Depois do prémio de melhor finalista que recebeu na Universidade de Aveiro, nunca mais teve problemas de autoestima. A partir de qualquer sítio onde tenha internet, trabalha para o mundo, com o seu computador que leva para todo o lado. Desde 2005 que saltita de pouso em pouso, tendo a sua rota migratória como designer passado por Portugal, França, Suíça, Espanha e Inglaterra. De regresso ao ninho, à terra dos avós, gosta de se sentir uma portuguesa em casa. As ONGD são a sua segunda pele – cooperação, direitos humanos, solidariedade, ética e justiça social – são temas aos quais gosta de dar voz, cara e cor. Gosta de coincidências, histórias de vida e como Deus se relaciona com isto.

 

Ana Martinho

  • Funções: Vice-Presidente do Conselho Fiscal, Núcleo de Narrativa

ANA MARTINHO

Ana Pinto Martinho. Jornalismo, cidadania, redes sociais online, egovernment, transparência, open data, jornalismo de dados. Estas podem ser algumas das tags de Ana Pinto Martinho no mundo digital. A par do jornalismo, o ensino é uma das suas paixões. É docente convidada no ISCTE e formadora no Cenjor, na Escrever Escrever e no INA. Dirigiu os projeto iGOV e Interface – Administração Pública e colaborou com órgãos de comunicação social como o Diário de Notícias, RTP Informação, semanário Sol, Information Week e Semana Informática. No doutoramento em Ciências da Comunicação, que está a fazer no ISCTE, onde também fez o Mestrado em Comunicação Cultura e Tecnologias de Informação,  estuda a ligação entre big data e jornalismo. Um dia vai partir para dar a volta ao mundo de caravana. Mas ainda não é agora.

António Granado

  • Funções: Presidente da Assembleia Geral, Núcleo de Formação e Investigação Académica

ANTONIO GRANADO

António Granado começou a fazer jornalismo a sério no Público em outubro de 1989, onde foi também editor, chefe de redação e sub-diretor. Especializado em temas de ciência e ambiente, desde cedo se converteu à Web e aos seus encantos. Escreve no blogue Ponto Media desde janeiro de 2001 e ensina jornalismo desde 1996. Atualmente é professor auxiliar na Universidade Nova de Lisboa, possui um mestrado em Jornalismo de Ciência pela Universidade de Boston, nos Estados Unidos, e um doutoramento em Ciências da Comunicação, pela Universidade de Leeds, no Reino Unido. Gosta muito de ensinar, consegue discutir durante horas sobre a melhor Posta à Mirandesa e não confunde uma águia-cobreira com um falcão-abelheiro. Tem quatro filhos e uma neta. Para já.

António Maneira

  • Funções: Coordenador do Núcleo de Formação e Investigação Académica

Antonio Maneira // Media Digitais from Bagabaga Studios on Vimeo.

António Maneira começou a trabalhar na produção de materiais didáticos multimédia na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa em 2004, onde foi colaborador numa equipa de apoio em e-Learning a docentes e estudantes. Concluiu o Doutoramento em Media Digitais em 2014 com uma investigação sobre a utilização educativa de aplicações multimédia em sala de aula. Tem o curso de Design de Comunicação da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e um mestrado em Multimédia Audiovisuais e Interatividade da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Sabe distinguir entre amêijoas do Tejo ou da Lagoa de Albufeira e foi recentemente distinguido pelo Comité Internacional de Fogueiros com o prémio “La Briquette d’Or” pelo desempenho nas categorias de Lareiras de Sala e Churrascos.

Diogo Cardoso

  • Funções: Núcleo de Narrativa

DIOGO CARDOSO

Diogo Cardoso é produtor audiovisual com dificuldade em aceitar um não sem porquê. Formado em Jornalismo pela Universidade de Coimbra, foi atraído rapidamente pelas possibilidades pictóricas da comunicação. Curioso incorrigível asfixiado entre paredes, abraçou projetos dentro da música, escrita micronarrativa, fotografia, vídeo e de qualquer outra desculpa para fazer as malas. Apaixonado pelo mar, especializou-se na cobertura de desportos extremos, produzindo para televisão e internet. Poliglota e viajante insaciável, usa a comunicação como ferramenta para traduzir conceitos e ideias em imagens e palavras. Gosta de cozinhar para os amigos, disfrutar um bom vinho e de conversas abstratas pela noite dentro.

Elisabete Monteiro

  • Funções: Vice-Presidente da Direcção, Núcleo de Cooperação e Desenvolvimento

ELISABETE MONTEIRO

Elisabete Monteiro vive apaixonada por pessoas e pelas suas histórias, pela grandeza e diversidade do mundo, e pela forma como tudo isto se relaciona. Foi nos bairros de Benguela, Angola, que se encontrou. Depois de um ano e meio a trabalhar num projeto de empoderamento de mulheres, voltou a Portugal virada para a mudança. Designer, gestora de projetos sociais, facilitadora de reuniões visuais e formadora nas áreas de: voluntariado internacional, diversidade e cidadania global. Trabalha com organizações não-governamentais desde 2007. Nos últimos 4 anos dedicou-se à Educação para o Desenvolvimento, com especial enfoque na questão da igualdade de género. Da sua formação salienta-se a pós-graduação em gestão de organizações de economia social. Sonhadora, segura e determinada, mostra-nos que o caminho até às estrelas dá-se com um passo de cada vez.

Guida Casella

  • Funções: Secretária da Assembleia Geral, Núcleo de Design e Artes Gráficas

Guida Casella / Ilustradora from Bagabaga Studios on Vimeo.

Guida Casella nasceu um mês antes do 25 de Abril de 1974 em Lisboa filha de pai italiano e mãe portuguesa. As viagens regulares a Itália despertaram-lhe desde cedo o gosto pela arte e património. Ávida por imagens desenvolveu a sua cultura visual entre a biblioteca de livros de cirurgia dos pais e banda desenhada independente dos anos 70. Licenciou-se em Pintura na Faculdade de Belas Artes de Lisboa especializando-se depois em ilustração científica. A dissertação de Mestrado em Ilustração Arqueológica na Universidade de Bath em Inglaterra incidiu sobre o desenho de Antiquários e Viajantes do séc. XIX. Trabalha na criação de imagens de levantamento, visualização e disseminação de arqueologia para o Instituto Arqueológico Alemão desde 2002. Quando não faz arqueologia, gosta de trabalhar e documentar o real, se possível viajando. Colabora com o Grupo do Risco e com os Urbansketchers. Tem uma paixão por graphic journalism e animated documentary. É bolseira de Doutoramento da FCT (Doutoramento em Media Digitais no Programa Austin|Portugal) onde investiga a área de conteúdos digitais interativos para disseminação de património arqueológico.

João Gonçalves

  • Funções: Vogal da Direcção, Coordenador do Núcleo de Tecnologias Interactivas Multimédia

João Gonçalves / Interactive Developer from Bagabaga Studios on Vimeo.

João Gonçalves,  Mais um rapaz nascido e criado numa aldeia da Beira Baixa mas de acordo com as estórias ouvidas, concebido no Entroncamento, mais um fenómeno… desde tenra idade interessado em tudo o que envolve a “lógica e razão”, a apetência pela Matemática e Física rapidamente fez com que seguisse para o curso de Matemáticas Aplicadas em finais da década de 80 inícios da década de 90. Anos 90, inicio da “revolução tecnológica”, nascimento da Web e consolidação da Internet fez com que a paixão passasse para as áreas tecnológicas, com particular tendência para áreas da comunicação multimédia e desenvolvimento de sistemas e produtos que privilegiam a interacção entre as pessoas e a tecnologia, enquanto Developer de Interacção Multimédia foi um passo para passar a ser reconhecido e certificado pela Adobe enquanto “Expert, Instructor e Community Leader”.

O interesse em todo o tipo de tecnologia que permite desenvolver produtos, sistemas e experiências interactivas, levou-o ao estudo de áreas como “User Experience”, “Interaction Design”, “Ambient Inteligence“, “Pervasive Computing”,  “Web Design”, “Data Visualization”, “Physical Computing”, entre outras.

Actualmente  aluno de Mestrado em Audiovisuais e Multimédia na ESCS.IPL. Professor e Formador em várias escolas profissionais e centros de formação profissional. Revisor e Autor de Livros, autor de artigos para algumas revistas da especialidade e orador convidado em vários eventos nacionais e internacionais.

João Moreira

  • Funções: Núcleo de Tecnologias Multimédia e Interactivas

João Moreira // Developer from Bagabaga Studios on Vimeo.

João David Moreira nasceu em 1984. Cinco anos depois, recebeu o seu primeiro computador – um ZX Spectrum +2A com 128KB de RAM. A partir desse dia nunca mais brincou com legos. Licenciou-se em Engenharia Informática e de Computadores pelo IST e prometeu que ia sempre dedicar-se às máquinas. A par com a sua paixão por programação, foi crescendo a paixão por ensinar. Já lecionou no ensino básico, em contexto universitário e de formação profissional.

Hoje está ligado ao desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis.
Aprecia música eletrónica e vídeo arte. Compra muitas máquinas antigas, essencialmente sintetizadores. Gosta de ler manuais e esquemas de circuitos. Também lê muito sobre machine learning e computer art. Para o futuro fica o sonho de projetar circuitos analógicos mas também continuar a aprender e a ensinar.

 

Luis Frias

  • Funções: Coordenador do Núcleo de Design e Artes Gráficas

Luis Frias // Designer from Bagabaga Studios on Vimeo.

Luís Frias nasceu em maio de 68 e não acredita em coincidências. Enchia cadernos com guiões para banda desenhada quando teve de escolher entre o cinema e a licenciatura em Design de Comunicação nas Belas Artes de Lisboa. A última venceu e hoje é assumidamente um tipo gráfico. Vestiu a camisola em várias equipas de pancada criativa, onde fez design e orientou equipas de designers. Ao mesmo tempo deu também táticas de Design a muitos alunos do Politécnico de Portalegre e hoje continua com gosto a fazer o mesmo na Universidade da Beira Interior e na School of Communication do IE em Madrid. Está a fazer doutoramento em Media Digitais no Programa UT Austin|Portugal e investiga na área da narrativa digital com base em bio-feedback emocional. Tal como Hugo Pratt cultiva o desejo de poder vir a ser inútil.

Moisés Coelho

  • Funções: Núcleo de Design e Artes Gráficas

MOISES COLEHO

Moisés Coelho é um homem de meia-idade na universidade onde desenvolve o Doutoramento em media digitais. Vive na era do youtube, facebook, Google Places e dispositivos móveis em idade precoce. Tem trabalhado no campo do web design e multimédia, áreas importantes para adquirir competências como professor no Instituto Politécnico de Portalegre e empresas de formação. Formou-se em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes e concluir a Pós-Graduação na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Universidade Aberta de Lisboa. Ele quer ser cheio de alegria e de fazer o que ele mais ama, e que não pode dizer-lhe, porque é o fim da história. Continua…

Paulo Costa

  • Funções: Presidente do Conselho Fiscal, Núcleo de Cooperação e Desenvolvimento

Paulo Costa // Gestor de Projectos from Bagabaga Studios on Vimeo.

Paulo Costa iniciou-se em 2004 na área da gestão de empresas após a licenciatura em economia. Rapidamente passou para o mundo das ONG, primeiro nos Leigos para o Desenvolvimento e depois na Rosto Solidário, trabalhando entre Angola e Portugal. É mestre em Desenvolvimento e pós-graduado em Gestão de Organizações de Economia Social. Interessa-se pelas outras economias, a social, a solidária e a informal, especialmente a Africana, mas também pelo empreendedorismo social e os negócios sociais, pelo desenvolvimento local e a cidadania europeia e global. Gosta muito de contar histórias, de vender ideias, de ir lançando novos projetos, fazendo destes autênticas saladas tropicais com pessoas, ideias e sonhos. É assumidamente um filho da Póvoa de Varzim, mas como há casa dos Poveiros em todos os continentes é também um cidadão do mundo!

Paulo Nuno Vicente

  • Funções: Presidente da Direcção, Coordenador dos Núcleos de Narrativa e Cooperação e Desenvolvimento

Paulo Nuno Vicente // Media Digitais from Bagabaga Studios on Vimeo.

Paulo Nuno Vicente é fascinado pelas “estórias” da História: escritas, contadas ao ouvido, por fotografia ou pela imagem em movimento. Ao longo da última década, como jornalista e documentarista, tem realizado projetos no chamado “Sul Global”: Guiné-Bissau, Ceuta e Melilla, São Tomé e Príncipe, Líbano, Bósnia, Israel e Cisjordânia, Cabo Verde, Chade, República Centro Africana, Brasil, Quénia, Senegal, Moçambique e África do Sul.

É doutorado em Media Digitais com uma tese sobre o trabalho dos correspondentes internacionais na África Subsariana. Professor, formador e investigador, é apaixonado por instrumentos de cordas – da kora, ao contrabaixo e à guitarra elétrica. Músico autodidata desde os 12 anos, tem uma convicção: Steve Vai é um alienígena camuflado de ser humano.

 

 

Pedro Pombo

  • Funções: Núcleo de Formação e Investigação Académica

Pedro Pombo // Antropólogo from Bagabaga Studios on Vimeo.

Pedro Pombo é doutorando em Antropologia pelo ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, e encontra-se atualmente numa relação intensa com a escrita da sua tese, sobre memórias, histórias de vida e resiliência cultural no sul de Moçambique. Desde há muito que se sente em casa quando está fora dela, e às diversas latitudes onde tem vivido somam-se diferentes geografias profissionais. Como não se consegue decidir entre uma matapa moçambicana ou um fish curry goês, tem sido afortunado o suficiente para poder viver entre as duas margens do Índico. Após a licenciatura em Design e Artes Decorativas, na ESAD-FRESS, conclui uma pós-graduação em História da Arte, na FCSH-UNL, e recebeu formação em Património Imaterial, pela Comissão da UNESCO no Brasil. Lecionou a disciplina de Interpretação do Património, na ESAD-FRESS, em Lisboa. Longos períodos de pesquisa etnográfica na Índia e em Moçambique desenvolveram o interesse pelas histórias que existem para além da História e da materialidade do património construído. É coorganizador do AfrikPlay – Filmes à Conversa, ciclos de seminários apresentando documentários sobre a África contemporânea, no ISCTE-IUL.

 

Rui Avelans Coelho

  • Funções: Vice-Presidente da Assembleia Geral, Núcleo de Tecnologias Multimédia e Interactivas

Rui Avelans Coelho // Media Digitais from Bagabaga Studios on Vimeo.

Em criança, Rui Avelans Coelho remontava os seus brinquedos, não gostava de os ter iguais aos outros. Este impulso leva-o a um curso profissional de eletrónica e mais tarde ao Técnico onde descobre que é mais “artista” atrás de uma mesa de mistura do que com uma guitarra na mão. A paixão pelo cinema e o gosto pela experimentação levam-no a pontapear telemóveis e atirar câmaras de segurança pelo ar criando vídeos premiados internacionalmente. O gosto pela multidisciplinariedade levaram-no a lecionar áudio, vídeo experimental ou programação. É na área da interação com conteúdos audiovisuais que realiza o seu Doutoramento em Media Digitais onde, como em quase todos os seus trabalhos, prefere experimentar e falhar que seguir receitas pré-escritas. Tem um castanheiro, 5 alfarrobeiras e 6 sobreiros a crescer na varanda, uma mulher fantástica e dois miúdos espetaculares.

 

Sofia Da Palma Rodrigues

  • Funções: Vogal da Direcção, Núcleo de Narrativa

SOFIA RODRIGUES

Sofia da Palma Rodrigues é jornalista. Apaixonou-se pela escrita naquela altura em que ainda se desenhavam letras em diários com folhas de papel cheirosas fechadas a cadeado. Depois, uma inaptidão natural para a Matemática e a Físico-Química tratou de fazer o resto. É licenciada e tem um mestrado em Ciências da Comunicação, pela Universidade Nova de Lisboa, e já trabalhou nos jornais Público e Negócios e nas revistas Time Out Lisboa e Sábado. Em 2011, entregou as “chaves“ de Portugal, foi viver para Florença e adotou o mundo como casa. Passou por Barcelona, Londres, Bissau e Bruxelas e está sempre à espera da próxima aventura. Se a quiserem ver mesmo feliz, contem-lhe estórias e deixem-na escrever sobre elas.